terça-feira, dezembro 30, 2008

Pelo Buraco de Agulha


Por vezes alguns seres asninos dominam o espaço decisório da nação, quer no público quer no privado. E ninguém estremece, e ninguém escouceia e nem um murro na mesa. Em qualquer asno dos representados por Bordalo se vislumbra uma capacidade mais elevada sobre a transparência de uma massa cinzenta nos crânios de uns quantos decisores do futuro da Pátria.

3 comentários:

girassol disse...

Da Pátria nossa e de outras Pátrias distantes... outros asnos que não os do Bordalo, que carregam a arte de que são/foram feitos. Aos outros... murro na mesa, só os faria estremecer se fossemos todos a escoucear... mas não somos.

Independentemente disso, bem "apanhados" para a posteridade. Parece que do futuro pouco lhes resta.

girassol disse...

Da Pátria nossa e de outras Pátrias distantes... outros asnos que não os do Bordalo, que carregam a arte de que são/foram feitos. Aos outros... murro na mesa, só os faria estremecer se fossemos todos a escoucear... mas não somos.

Independentemente disso, bem "apanhados" para a posteridade. Parece que do futuro pouco lhes resta.

Antonio disse...

Caro, também, Antonio
Muito prazer em conhecer, por mero acaso numa pastelaria de manhã cedo, estava longe da surpresa que me esperava.
Andei a ver as fotos com a pinhole que me fascina e gostei do "mood" que esta tecnica sempre inspira.
Um abraço e vou passando por aqui a ver as novidades.

Deixo aqui um link para que possa ver o meu "trabalho"

http://www.flickr.com/photos/antonio_pc/show/