quarta-feira, janeiro 04, 2012

Um Olhar Estenopeico




Esta oficina de Fotografia Estenopeica (pinhole)  é dirigida a todos que desejem praticar este processo alternativo de produção de imagem fotográfica.
A oficina fará ainda uma aproximação ao Processo Preto e Branco no que diz respeito ao tratamento do Papel Preto e Branco (processo em Laboratório).
A Fotografia Estenopeica pela sua simplicidade técnica, tem vindo a servir de teses de mestrados na área da imagem.
Com isto pretendemos abrir vários caminhos para a motivação criativa do indivíduo, bem como possibilitar uma aproximação aos diferentes aspectos do conhecimento: física da luz, formação da imagem e processo fotográfico são algumas das áreas abordadas ao longo deste curso dedicado à Fotografia Estenopeica (vulgo pinhole). 

Público-alvo: A todos interessados na prática da Fotografia Estenopeica com ou sem conhecimentos de Fotografia.
Formador:  António Campos Leal


Olhar é um acto natural do Homem e resulta do sentido da Visão.
Para ver, torna-se importante a existência de Luz a qual é a razão desse sentido tão fantástico, que possibilita ver a poética e inebriante cor de uma Camélia. “ O perfume delas é talvez a cor” o poeta num arremedo de observação passou à escrita o sentir provocado.
Do sentir dessa Luz nasce a leitura que faço do que aos meus olhos atrai em atenção e motivação para uma escrita de Luz a que a Fotografia deu expressão e a Fotografia Estenopeica valoração própria.
O meu trabalho é essa busca constante, a Luz no seu trajecto de sensações vastas.
Um rasto de Luz sobre um chão, amparando a luz que nos livros se ampara.
O brilho da Luz sobre uma taça de vidro em que natureza sêca nos prazenteia coma sua existência.
E a Luz no trajecto directo formando a imagem na escuridão de uma qualquer caixa de preto pintada.
E a luz em percurso no tempo feita Fotografia.”

Sem comentários: