quinta-feira, novembro 01, 2007

Formação de Dinamizadores de Fotografia Estenopeica


Dirigido a todos os interessados na divulgação dos vários aspectos da Fotografia Estenopeica uma Oficina de Formação de Dinamizadores. Quatro fins-de-semana de formação intensiva com um programa vasto e motivador.

Sessão 1
I –
1. Apresentação do Módulo de Formação
2. Pequena Resenha Histórica
3. Bases da Formação da Imagem
4. Introdução à Prática da Fotografia
Estenopeica
5. O “Porquê?” da Fotografia Estenopeica
6. O Desenvolvimento Actual da Fotografia
Estenopeica
7. A Fotografia Estenopeica em Portugal
8. Artistas da Fotografia Estenopeica
9. A Importância da Fotografia Estenopeica
no Contexto Sócio-cultural/Sócioeconómico



II –
1. Estrutura de Um Projecto para Jovens
2. Como Motivar a Prática da Fotografia
Estenopeica
3. Fotografia Estenopeica – Uma Oficina
Segura
4. Os Três Bês da Fotografia Estenopeica –
Barato – Bonito – Bom
5. Adaptar o Simples à Prática da Fotografia
Estenopeica
III –
1. Lata de Biscoitos, Lata de Tinta uma Fácil
Opção
Sessão 2
I –
1. A Importância da “net” na Divulgação da
Fotografia Estenopeica
2. Fotografia Estenopeica – Que Discussão –
Que Motivação (“Provocação Dirigida aos
Intervenientes)
3. Alguns Aspectos Estéticos da Fotografia
Estenopeica
4. Diferentes Opções da Representação em
Fotografia Estenopeica
5. Como Aprofundar a Motivação Discursiva
na Fotografia Estenopeica
6. Fotografia Estenopeica Processo
Alternativo para Fotografia de Autor
II –
1. Câmara Fotográfica de Película? Adapte-a
à Fotografia Estenopeica
2. Adaptação de Algumas Câmaras Para Mais
Rápida Motivação de Futuros Praticantes
3. Construção Avançada de Uma Câmara
Estenopeica
4. Como Controlar o Material a Utilizar
5. Alguns Calculadores Disponíveis na “net”
6. Analisar Resultados
III –
1. Construção de uma Câmara de Grandes
Dimensões
2. Projecto Individual – Temático
3. Produção de um Projecto de Trabalho em
Grupo
4. Definição do Projecto de Grupo e seu
Âmbito
5. Avaliação da Exequibilidade das
Possibilidades de Execução de um Projecto
6. Definição de uma Acção Programada de
Fotografia Estenopeica em Exterior
Sessão 3
I –
1. Realização de Uma Acção Programada
2. Tratamento do Material Produzido
3. Análise dos Resultados Obtidos
Sessão 4
I –
1. Apresentação da Proposta de Grupo
2. Entrega e Discussão Final do Projecto de
Grupo
3. Entrega e Apreciação do Projecto
Individual Temático
4. Entrega e Discussão Final do Projecto de
Grupo
5. Entrega e Discussão Final do Projecto
Individual
6. Análise Crítica
7. Organização de Uma Exposição

Sem comentários: